O Manuscrito do Purgatório (Uma Psicografia Católica)

(Trecho retirado do Programa Pinga-fogo com Chico Xavier - Na ocasião Herculano Pires fez uma breve observação sobre uma psicografia ocorrida dentro da igreja católica.) Confira!

("O Manuscrito do Purgatório", Edições Paulinas, 1968, tradução de Padre Julio Maria, editora Cidade do Imaculado Coração de Maria, 2005)

Trata-se da Irmã Maria da Cruz, uma religiosa do convento de Valognes, Espanha, falecida em Cherbourg a 11 de Maio de 1917.

Ela, em Novembro de 1873, começou a ouvir gemidos prolongados, e em vão tentou multiplicar as preces, oferecer comunhões, vias sacras e rosários; os gemidos não cessavam e permanecia o mistério.

Finalmente, no domingo 15 de Fevereiro de 1874, ouviu uma voz bem conhecida: “Não tenha medo! Sou a Irmã Maria Gabriela”.

A Irmã Maria Gabriela era uma jovem religiosa, companheira da Irmã Maria da Cruz, falecida em Valognes a 22 de Fevereiro de 1871, com apenas 36 anos de idade.

Ela, durante a sua vida terrena, tantas vezes desprezara os conselhos da Irmã Maria da Cruz. Agora, estando no "Purgatório", por um imperscrutável desígnio da misericórdia de Deus, foi-lhe concedido de pedir a ajuda da sua antiga companheira, a Irmã Maria da Cruz para se libertar e se "santificar" e, assim, "ir para o Céu".

É um tema interessante e que pode aproximar posições que por vezes estão tão antagônicas e que não são tão comentadas.

Poucos católicos sabem, mas existem livros reconhecidos pela igreja Católica que foram psicografados por espíritos. 

O livro foi publicado em São Paulo com todas as autorizações eclesiásticas, tendo vindo, também da Espanha, com essas autorizações da igreja.

O pequeno livro que recolhe os manuscritos da Irmã Maria da Cruz, contem ensinamentos interessantes sobre a vida no além-túmulo. Não existem dúvidas sobre a autenticidade da obra.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos a sua participação!